Cresci com o sabor de zimbro presente na minha infância...

O zimbro das lindas montanhas da Eslováquia, onde me aventurava como escoteiro aos 5 anos de idade, colhendo junto com meu pai o que logo se transformaria num tempero nas mãos da minha avó. Tempero que perfumava toda a casa enquanto ela preparava nossos deliciosos almoços de domingo.

 
 

Este mesmo sabor da infância impregnou meu primeiro contato com as bebidas espirituosas. Nós eslovacos também temos a nossa “cachaça” e ela é feita de zimbro! Chama-se borovička.

 
 

Mudar para Londres em 2005 expandiu meu olhar para a mistura de culturas em uma grande metrópole. Foi lá onde começou a minha paixão pela coquetelaria, seguindo as dicas do Erik Lorincz, amigo eslovaco também apaixonado pelo Brasil. Erik é um mixologista que através do seu Dry Martini preparado à perfeição, em instantes transforma seus clientes em verdadeiros “James Bond”.

 
 

Em 2013 mudei para São Paulo e comecei a mergulhar num Brasil diferente dos estereótipos que mostravam as propagandas na Europa. Conheci aspectos artísticos, culinários e históricos com uma essência rica e profunda, com pessoas espontâneas, criativas e calorosas, mesmo enfrentando desafios históricos e socioculturais. Entendi o “Deus é Brasileiro” e o “Sou Brasileiro e não desisto nunca!”, mas tive que passar também pelo entendimento da lógica do “levar vantagem em tudo” quando decidi empreender aqui…e isso me entristeceu, até porque vi nos meus colaboradores esse misto de orgulho e vergonha.

Isso me fez lembrar da minha infância, com adversidades financeiras, criado por uma mãe solo, num bairro periférico, onde a minha paixão pelo basquete me manteve longe de problemas. O Leste Europeu, após a queda do comunismo, passou por uma época de grandes desafios sociais e crises de identidade cultural, e assim como os brasileiros, também temos a nossa síndrome de vira-lata.

Frequentemente os Brasileiros me questionam porque saí da Europa, que lá é melhor. Mas na Europa Ocidental eu também era meio gringo, me sentia inferior. Foi a minha história que me trouxe pro Brasil e me permitiu empatizar com um sentimento de “poderia ser melhor”. Meu então jovem amor pelo Brasil funcionou como um chamado para ajudar na construção de uma nova narrativa que enaltecesse as inúmeras virtudes que eu via ao meu redor.

Foi assim que iniciei meu caminho de alquimia e transformação de vergonha em orgulho: descascando e desidratando frutas fui fazendo as pazes com meu passado; ralando puxuri à mão fui encontrando a minha própria essência.

Com a guiança do nosso mestre destilador Rob Dorsett e inspirado pelo Abapuru da Tarsila do Amaral, Arapuru é meu presente pra esse país que me deu tanto, um “muito obrigado” de um gringo com síndrome de vira-lata que hoje entende seu próprio valor, porque se admirou com a complexidade e finalmente a beleza das gentes do Brasil.

 
 

A cultura mais apaixonante precisa ser reconhecida e celebrada primeiro aqui. E assim nasceu o Arapuru para destilar, harmonizar e celebrar este sabor tão único da essência brasileira.
Celebre a essência Brasileira!

 

Cresci com o sabor de zimbro presente na minha infância...

O zimbro das lindas montanhas da Eslováquia, onde me aventurava como escoteiro aos 5 anos de idade, colhendo junto com meu pai o que logo se transformaria num tempero nas mãos da minha avó. Tempero que perfumava toda a casa enquanto ela preparava nossos deliciosos almoços de domingo.

Este mesmo sabor da infância impregnou meu primeiro contato com as bebidas espirituosas. Nós eslovacos também temos a nossa “cachaça” e ela é feita de zimbro! Chama-se borovička.

Mudar para Londres em 2005 expandiu meu olhar para a mistura de culturas em uma grande metrópole. Foi lá onde começou a minha paixão pela coquetelaria, seguindo as dicas do Erik Lorincz, amigo eslovaco também apaixonado pelo Brasil. Erik é um mixologista que através do seu Dry Martini preparado à perfeição, em instantes transforma seus clientes em verdadeiros “James Bond”.

Em 2013 mudei para São Paulo e comecei a mergulhar num Brasil diferente dos estereótipos que mostravam as propagandas na Europa. Conheci aspectos artísticos, culinários e históricos com uma essência rica e profunda, com pessoas espontâneas, criativas e calorosas, mesmo enfrentando desafios históricos e socioculturais. Entendi o “Deus é Brasileiro” e o “Sou Brasileiro e não desisto nunca!”, mas tive que passar também pelo entendimento da lógica do “levar vantagem em tudo” quando decidi empreender aqui…e isso me entristeceu, até porque vi nos meus colaboradores esse misto de orgulho e vergonha.

Isso me fez lembrar da minha infância, com adversidades financeiras, criado por uma mãe solo, num bairro periférico, onde a minha paixão pelo basquete me manteve longe de problemas. O Leste Europeu, após a queda do comunismo, passou por uma época de grandes desafios sociais e crises de identidade cultural, e assim como os brasileiros, também temos a nossa síndrome de vira-lata.

Frequentemente os Brasileiros me questionam porque saí da Europa, que lá é melhor. Mas na Europa Ocidental eu também era meio gringo, me sentia inferior. Foi a minha história que me trouxe pro Brasil e me permitiu empatizar com um sentimento de “poderia ser melhor”. Meu então jovem amor pelo Brasil funcionou como um chamado para ajudar na construção de uma nova narrativa que enaltecesse as inúmeras virtudes que eu via ao meu redor.

Foi assim que iniciei meu caminho de alquimia e transformação de vergonha em orgulho: descascando e desidratando frutas fui fazendo as pazes com meu passado; ralando puxuri à mão fui encontrando a minha própria essência.

Com a guiança do nosso mestre destilador Rob Dorsett e inspirado pelo Abapuru da Tarsila do Amaral, Arapuru é meu presente pra esse país que me deu tanto, um “muito obrigado” de um gringo com síndrome de vira-lata que hoje entende seu próprio valor, porque se admirou com a complexidade e finalmente a beleza das gentes do Brasil.

A cultura mais apaixonante precisa ser reconhecida e celebrada primeiro aqui. E assim nasceu o Arapuru para destilar, harmonizar e celebrar este sabor tão único da essência brasileira.
Celebre a essência Brasileira!


Loja